Vender por telefone: 5 erros comuns que destroem qualquer chance de bom negócio

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Se preferir, ouça o conteúdo de erros comuns ao vender por telefone que afetam as vendas.

Apesar do surgimento de novos meios de comunicação, o telefone ainda pode ser muito usado dentro de uma estratégia de vendas. Isso porque diversas empresas adotam a prática de vender por telefone como forma de chegar a mais clientes, pois não há qualquer barreira geográfica e é um meio simples.

Desse modo, as televendas se tornam comuns em várias partes, principalmente para quem trabalha com telemarketing, e também em outros segmentos. Ter negócios assim pede uma boa operadora de telefonia. Além disso, uma comunicação assertiva. Entretanto, nem sempre tudo sai perfeito e pode trazer problemas.

Vender por telefone tem erros comuns que podem destruir qualquer chance de bom negócio. Atitudes do tipo de ser evitadas nas televendas. Não dá para pensar em perder vendas ou o próprio cliente devido a erros – tanto do vendedor quanto da operadora de telefonia, por exemplo. Listamos então problemas que atrapalham na hora do negócio.

Fone.click A Telefonia do Futuro Chegou

Vender por telefone: 5 erros comuns que destroem qualquer chance de bom negócio

1. Ligação ruim

Imagina fazer uma ligação para tentar vendas e ela não ser boa. Problemas técnicos podem acontecer, bem como chiados ou ruídos. Entretanto, uma boa operadora de telefonia evita erros assim. Como você vai transmitir uma mensagem se a pessoa ao outro lado não te entende?

É uma situação muito difícil, pois afeta as televendas. Objeções como essa fazem uma pessoa desistir do negócio. Não há nada que irrite mais que uma chamada mal feita. O cliente tende a ficar com uma imagem negativa, então dificilmente vai voltar a fazer negócios com você. Isso impacta suas vendas.

2. Falta de educação

Na hora de vender, o atendente precisa ser cordial e educado. Vale para atendimento presencial ou ao vender por telefone. Seja simpático e procure entender do que o cliente precisa. É melhor falar menos e ouvir mais, pois assim aumentam as chances de vendas por meio de um bom diálogo. Nada que não possa ser treinado.

Se o vendedor for desrespeitoso na ligação, o consumidor não vai querer comprar mais nada na empresa. Um mau comportamento afeta o trabalho de todas as pessoas. Mesmo que a pessoa ao outro lado possa ser grossa, essa não deve nunca ser a postura de quem está nas televendas.

3. Não conhecer o produto

O cliente liga, às vezes com dúvidas, para comprar um produto. Só que ao falar com o vendedor, percebe que nem mesmo a pessoa que trabalha para a empresa sabe como responder à pergunta. As chances de vendas diminuem de modo muito grande quando a pessoa não sabe sobre o produto.

Portanto, o atendente precisa conhecer ao vender. Saber informações sobre ele, mostrar para o consumidor que você tem conhecimento. Lide com objeções, imagine o que possam querer saber. Um bom atendimento ao vender por telefone faz toda diferença, pois precisa transmitir confiança para a compra.

4. Chamadas muito longas

Quando você faz uma ligação para tentar negociar algo, quanto tempo leva? Ninguém quer ficar muito tempo ao telefone. Isso atrapalha os dois lados. O vendedor não consegue sair do lugar para tentar outra venda, enquanto o cliente fica incomodado pelos minutos em que poderia estar fazendo outra coisa, porém permanece na chamada. Quando a operadora de telefonia não é boa, ainda há risco de queda na ligação.

Desse modo, as televendas têm que ter conversas curtas. Objetivas e diretas. Não ultrapasse mais de 20 minutos, assim os dois lados podem ficar mais satisfeitos. Quem estiver interessado já tem a opinião formada, geralmente faz somente algumas perguntas pontuais antes de fechar o negócio em definitivo. O feeling do vendedor para perceber se a conversa está sendo produtiva é fundamental em casos assim.

5. Só o vendedor falar

Ouvir menos e falar mais. Esse deve ser um lema seguido pelo atendente na hora de vender por telefone. Desse modo, ele pode direcionar melhor o atendimento, que se torna muito mais assertivo. Agora, se somente a pessoa da empresa falar, aí vai ter um problema muito grande para as vendas.

Isso porque pode cansar ou desmotivar quem está ao outro lado da linha. Um atendente que não deixa o consumidor perguntar ou tirar qualquer dúvida não faz um bom trabalho. Pelo contrário, vai atrapalhar, porque dá a impressão de que a pessoa não é interessante para você. Se só um lado dialogar, algo está errado e impacta nas televendas.

Inscreva-se em nossa Newsletter

Receba primeiro os principais novos conteúdos

Leia mais

Faça sua busca por um texto em nosso blog!

Aumente a produtividade do seu time!

Acompanhe o desempenho em tempo real por meio de relatórios personalizados e tenha muito mais eficiência em seu negócio.

Precisa de ajuda em seu negócio?

Receba nossos conteúdos diretamente em seu e-mail
Faça parte de nossa lista VIP!

Precisa de ajuda em seu negócio Empresa Digital VulcaNet