e-Commerce: veja tudo que você precisa saber para “surfar” no crescimento do setor e bombar as vendas do seu negócio

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Computadores e celulares fazem parte do nosso dia a dia. Seja por entretenimento ou trabalho. As tecnologias já estão presentes na vida. Por isso, fica difícil de imaginar comércios que não apostam nelas para vender. O e-Commerce, por exemplo, é uma forma de negócios muito popular.

O processo é sempre muito simples. Bastam alguns cliques para assim receber o produto em sua casa. O cliente acessa a Loja On Line da empresa, vê o catálogo, escolhe o que comprar. Então, define a forma de pagamento, coloca o endereço de entrega e pronto. Tudo está preparado, só precisa aguardar.

Você possui algum tipo de comércio virtual? Conhece mais sobre esse modelo de vendas? Não sabe como começar em seu negócio? São dúvidas comuns que caem sobre o empreendedor. O e-Commerce na prática funciona como uma loja física, mas no ambiente digital. O empreendedor, portanto, precisa ter conhecimento.

e-Commerce: veja tudo que você precisa saber para “surfar” no crescimento do setor e bombar as vendas do seu negócio

No último ano, o e-Commerce cresceu bastante. O principal motivo foi a pandemia de Covid-19, pois muitos comércios precisaram fechar temporariamente como forma de conter o vírus. Então, os comerciantes tiveram que migrar para o ambiente digital e passaram a vender por Loja On Line.

Centralize suas vendas em 1 tela com peçaZap

Segundo o índice MCC-Enet, a modalidade de comércio virtual expandiu 73,88% em 2020. Esse levantamento foi feito em parceria entre o Comitê de Métricas da Câmara Brasileira da Economia Digital com o Neotrust Movimento Compre & Confie. Ajuda, portanto, a dar dimensão de como a área pode ser explorada.

A expectativa é que as vendas sigam em alta. Isso porque o e-Commerce na prática é um meio muito simples de comprar. Traz comodidade e conforto para os clientes. Uma prova de que a modalidade irá continuar em alta nos próximos vem da consultoria Kearney. De acordo com ela, devem ser arrecadados R$69 bilhões em quatro anos.

Surgimento da modalidade de comércio

O e-Commerce na prática como conhecemos surgiu com o aumento no espaço da internet a partir de 1990, principalmente em 1995. Entretanto, no Brasil, ainda demorou alguns anos para iniciar um crescimento – isso aconteceu apenas em 2010. Até chegar ao patamar dos dias de hoje.

Por outro lado, a forma mais parecida a uma Loja On Line remete a 1979. Na ocasião, o executivo inglês Michael Aldrich desenvolveu um sistema em que as compras aconteciam em aparelho semelhante a uma TV. Isso então abriu caminho para o comércio virtual. Primeiramente, apenas entre empresas (B2B) e depois para pessoas (B2C).

Apesar da invenção, as vendas online só tiveram notoriedade na década de 2000. Afinal, antes as pessoas não eram adeptas à tecnologia. A internet, por exemplo, não havia se popularizado como atualmente. Então, o desenvolvimento do e-Commerce só foi possível graças ao desenvolvimento de outros meios que o potencializaram.

Vantagens da Loja On Line para seu negócio

Há diferentes vantagens em apostar no comércio virtual. A primeira delas é financeira, pois não tem os gastos de se manter uma loja física. Desse modo, o empreendedor não precisa se preocupar com custos como aluguel, conta de luz, energia, vencimentos de colaboradores, impostos, entre outros.

Além disso, ao apostar em uma Loja On Line, as vendas podem acontecer sem restrição de dia ou horário. Os consumidores, portanto, podem comprar 24 horas por dia em 7 dias da semana, bem como independente do lugar onde estejam. Assim, também não há qualquer barreira geográfica para compra.

Outro ponto importante do e-Commerce está nos dados. Como se trata de algo tecnológico e online, o empreendedor consegue ter controle sobre as estatísticas do comércio. Então, como estão as vendas, os negócios, bem como a saúde financeira. Portanto, permite identificar os erros para corrigir e os acertos para manter.

Esses dados são usados também para fazer campanhas a fim de atrair novos clientes. Hoje, as redes sociais surgem como importante forma de anunciar produtos. Com isso, as táticas passam por definir o perfil ideal do consumidor para definir as estratégias de como vender mais e conseguir atingir o público certo.

O que não pode faltar?

  • Fácil navegação para o consumidor
  • Adaptação para celulares (responsivo)
  • Tempo de carregamento pequeno
  • Bom atendimento ao cliente
  • Segurança de dados dos consumidores
  • Presença nas redes sociais
  • Organização quanto ao estoque
  • Planejamento de logística bem definido

Como fazer um atendimento correto virtualmente

Não é porque está no comércio virtual que não precisa se preocupar com o atendimento. Em casos como esse, o cliente espera ir além da compra. Quer uma experiência completa, pois isso faz diferença. Portanto, prestar todo suporte necessário é essencial, assim o e-Commerce deve pensar na cabeça do consumidor.

Por isso, o cliente moderno quer rapidez e agilidade no processo. Acima de tudo, busca tirar dúvidas, pesquisar sobre o produto, fazer reclamações. Então, a comunicação é essencial em todos esses pontos. Uma Loja On Line demanda ter central de atendimento para situações do tipo, bem como um FAQ com perguntas e respostas bem claras.

Uma pesquisa da consultoria PwC apontou que 89% dos clientes destacaram que a experiência de compra faz diferença na hora de escolher o e-Commerce. Em um ambiente cada vez mais concorrido como o digital, urge a necessidade dos negócios encontrar meios para se diferenciar. Daí a importância de entender o usuário.

Há ainda a possibilidade de atender por meio de chatbots. Eles ajudam a automatizar as operações, principalmente no envio de mensagens. Então, o cliente não fica sem resposta, independente do horário ou dia. As configurações também permitem, por exemplo, humanizar mensagens e facilitar a comunicação. Isso ajuda a marca a se aproximar da pessoa.

Quando um cliente fica satisfeito com o atendimento, mesmo no e-Commerce, a chance de voltar a fazer negócio aumenta. Isso serve também no pós-vendas. Em caso de problema ou dúvida, resolver rapidamente ajuda a reputação da Loja On Line.

Internet, segurança e logística

O e-Commerce na prática depende também de algumas variantes para dar certo. A velocidade da internet é um ponto crucial para o bom funcionamento. Imagine hospedar seu comércio em um lugar que não tem capacidade adequada. Se muitas pessoas acessarem, o site cai e as vendas são prejudicadas. Um fator como esse deve ser visto ainda durante a programação do comércio virtual para que não ocorram imprevistos.

Além disso, hoje existe uma preocupação muito grande quanto à segurança. Isso tem tudo a ver com o lugar de hospedagem, bem como a programação. Somente no ano passado, foram 3,5 milhões de tentativas de fraudes, segundo a Clearsale. Por isso, é fundamental que os negócios invistam em meios seguros para o consumidor. Uma marca não quer ser atrelada a golpes assim, pois isso faz perder a credibilidade.

Um terceiro ponto é a logística. Ninguém quer pagar por um produto e não receber em casa. Imagine então como fica a imagem do comércio virtual se isso acontece. Planeje muito bem suas entregas e o serviço de delivery. Primeiramente, coloque tudo no papel, como custos, rotas e metas. Assim, você pode entender o cenário e traçar as estratégias para as entregas – tenha uma comunicação clara com o cliente durante todo processo.

O que preciso para abrir um e-Commerce na prática?

Antes de estudo, o empreendedor precisa fazer um estudo. Entender em qual nicho de mercado vai se aventurar, o que vender, saber qual o perfil ideal de público. Feito isso, não esqueça de regularizar a situação quanto à documentação, bem como ter um CNPJ válido antes da abertura do e-Commerce.

Ter o site programado corretamente também é essencial. Não esqueça de definir pontos importantes, como a logística para entregas; segurança do sistema, principalmente quanto aos dados dos clientes; fluxo de caixa; e as metas. Afinal, você deve saber onde quer chegar com seu comércio virtual.

Portanto, em situações assim você deve optar por uma plataforma de e-Commerce. Ela resolve parte dos seus problemas com a Loja On Line. Além disso, também deve oferecer segurança ao consumidor para que possa comprar sem dificuldades e preocupações. Isso então vai aumentar as vendas.

Lembre-se que abrir um comércio no ambiente digital traz desafios grandes, assim como uma loja física. Portanto, os colaboradores devem ser bem treinados, principalmente para o atendimento ao cliente. Eles devem estar preparados para tirar dúvidas e responder o consumidor de modo rápido.

Acima de tudo, demonstrar conhecimento sobre os produtos e, assim, aumentar as vendas. Isso porque as pessoas vão sentir que o atendente demonstrou autoridade. Ou seja, ele sabe do que está falando, dando mais segurança e confiança para o consumidor, mesmo em um comércio virtual.

Importância do mobile para o e-Commerce

Não precisa nem dizer a importância dos celulares atualmente. Isso vale também na hora de abrir um e-Commerce na prática. Todo site precisa ser responsivo, ou seja, se adaptar ao tamanho da tela, facilitando sua visitação independente do meio de acesso – computador, notebook, tablet, smartphone, smart TV, entre outros.

Um levantamento da Ebanx, startup de pagamentos internacionais, apontou que 47% das navegações de e-Commerce são feitas por versões mobile. Já o uso de desktops representa 53%. Entretanto, a expectativa é por crescimento das vendas nos próximos anos, principalmente pela pandemia de Covid-19, que levou mais pessoas a comprarem online.

Outro ponto importante está relacionado ao Google. O mecanismo de busca tende a ranquear melhor aqueles sites responsivos que possuem versão mobile. Isso ajuda a colocar o comércio virtual entre os primeiros colocados da página, aliado a um bom trabalho de SEO (Search Engine Optimization).

Entretanto, lembre que a qualidade não deve diminuir no mobile. É muito importante manter a velocidade de carregamento, bem como adaptar para linguagem menores e ter o tamanho correto das imagens. Aposte em fazer a loja On Line responsiva, se adaptando ao formato da tela. Tudo também precisa ser feito em poucos cliques.

Atuação nas redes sociais

Hoje, as redes sociais ganharam um papel muito importante para o e-Commerce. São uma forma de divulgação dos produtos, portanto devem ser muito bem tratadas. Ali, as pessoas vão procurar conhecer sua Loja On Line por meio das mídias, ver como são os comentários e o aspecto visual.

Desse modo, os lugares precisam entender as diferentes linguagens usadas. O Instagram, por exemplo, pode ser muito importante para lojas, pois trabalha com imagens. Fotos boas do seu produto despertam interesse do consumidor. Por outro lado, há o WhatsApp que pode ser usado na comunicação e no atendimento para aumentar as vendas.

O e-Commerce na prática não tem horário de funcionamento. A pessoa pode comprar a qualquer dia ou hora. Portanto, é fundamental apostar em ferramentas que automatizem o diálogo com o consumidor. Hoje, existem tecnologias que fazem a integração de redes sociais e dão respostas automáticas 24 horas por dia e 7 dias na semana.

Além disso, produza conteúdos relevantes para seu comércio virtual. Busque formas de interagir com seu público, pois isso dá mais engajamento. Esse então pode se transformar em curtidas, comentários, compartilhamentos. Consequentemente, mais pessoas vão ficar sabendo, levando a aumento nas vendas. Por isso, tenha uma equipe especializada em estratégias de marketing e conteúdo para ajudar o seu e-Commerce com as mídias.

Inscreva-se em nossa Newsletter

Receba primeiro os principais novos conteúdos

Leia mais

Faça sua busca por um texto em nosso blog!

Responda os clientes com mais agilidade

Nunca mais deixe ninguém esperando por resposta.

Fale agora mesmo com um especialista em chatbots!​

Precisa de ajuda em seu negócio?

Receba nossos conteúdos diretamente em seu e-mail
Faça parte de nossa lista VIP!

Precisa de ajuda em seu negócio Empresa Digital VulcaNet