Cobrança por telefone: como fazer isso com clientes inadimplentes?

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

A cobrança por telefone sempre costuma ser uma medida adotada. Entretanto, o colaborador deve saber o modo de fazer, pois é um assunto delicado. A tensão pode ficar no ar, por exemplo, no momento da telefonia. Assim como quando o cliente não responde muito bem ao chamado.

Desse modo, existem algumas dicas de como deve ser a performance dos vencedores no atendimento. Tudo isso pode mudar os resultados. Não apenas sobre a satisfação do consumidor, mas também quanto a reputação do negócio. Assim, siga os conselhos na hora de fazer uma cobrança por telefone.

Cobrança por telefone: como fazer isso com clientes inadimplentes?

Prepare-se com informações do caso

Antes de ligar para o cliente, o primeiro passo é estudar qual é o seu caso. O atendente deve verificar as informações registradas em cadastros e procurar entender qual a situação dele. Assim, fica mais fácil montar argumentos e estratégias assertivas de abordagem na performance.

Estar preparado também significa ter respostas na ponta da língua para tudo o que o cliente disser. Dessa forma, a ligação flui mais rápido, e o devedor ficará mais disposto a procurar alternativas de solução em vez de refutar o que é dito. Vale a pena investir também em boas práticas de gestão de relacionamento com os clientes.

Fone.click A Telefonia do Futuro Chegou

Faça perguntas abertas a fim de melhores resultados

Nada de perguntas simplistas que só permitam “sim” ou “não” como resposta. Para criar proximidade na cobrança por telefone, é fundamental que os questionamentos certos sejam feitos para obter o máximo possível de informações. Assim, melhorando os resultados.

Muitas vezes, os clientes já estão armados para rebater qualquer conversa. Por isso, desenvolver um método de perguntas é tão importante para garantir que eles falem o que a empresa precisa saber. Em suma, as informações vão ajudar os indicadores para um melhor atendimento.

Seja agradável e seguro na performance

O tom de voz usado durante a conversa faz parte das métricas de atendimento para passar uma mensagem ao cliente. Por isso, precisa ser firme e seguro, mas também agradável e solícito. É essencial encontrar esse equilíbrio, que também é sinal de atendimento de qualidade.

Com uma manifestação positiva, o devedor se sentirá à vontade para negociar. Já a postura refletida nas palavras mostrará que o atendente está no controle, sem nenhuma agressividade. Isso então vai ter melhor resultado nos KPIs.

Evite confrontos com os clientes

Na medida do possível, confrontos devem ser evitados durante a cobrança por telefone, mas é preciso cuidado para não dar ao cliente o poder de manipulação. Diante do que ele disser, é necessário que o atendente trabalhe muito bem a performance a fim de identificar a veracidade das suas palavras.

Por isso, é muito importante não fazer julgamentos precipitados e trazer mais problemas à empresa. A capacidade de empatia deve estar presente, e todos os detalhes da conversa devem ser muito bem avaliados.

Ofereça diversas formas de pagamento

Por fim, a melhor maneira de conseguir que o cliente se disponibilize a pagar a dívida é oferecer alternativas. As dívidas recentes podem receber descontos ou um número maior de parcelas. As dívidas antigas, porém, precisam de negociações previamente definidas de acordo com as condições que a empresa determinar.

Durante a conversa, é interessante que o próprio vendedor ofereça algumas sugestões de quitação, para que o devedor perceba que tem opções diferentes. Caso ele permaneça irredutível, uma solução pode ser perguntar, então, qual seria a melhor saída e adaptar a performance então durante o atendimento.

Faça um roteiro antes da usar a telefonia

O cliente não deve receber uma ligação sem que a pessoa ao telefone identifique em nome de qual empresa fala. Ao fazer isso, a condução da conversa fica com o atendente e o cliente tem um tempo para se preparar para o contato. Desse modo, pode interferir então no modo do atendimento.

Em seguida, o motivo do ter feito a chamada de telefonia deve ser apresentado. Somente após a manifestação do devedor é que as falas que levem à cobrança e às propostas de pagamento entram em ação. Seguindo esse roteiro, fica mais fácil garantir uma conversa saudável e controlada, sem maiores interferências nos KPIs.

TENHA UMA CENTRAL DE TELEFONIA SEM GASTAR COM EQUIPAMENTOS E ESCALONE AS VENDAS

Cobrança por telefone: como fazer isso com clientes inadimplentes?

Inscreva-se em nossa Newsletter

Receba primeiro os principais novos conteúdos

Leia mais

Faça sua busca por um texto em nosso blog!

Aumente a produtividade do seu time!

Acompanhe o desempenho em tempo real por meio de relatórios personalizados e tenha muito mais eficiência em seu negócio.

Precisa de ajuda em seu negócio?

Receba nossos conteúdos diretamente em seu e-mail
Faça parte de nossa lista VIP!

Precisa de ajuda em seu negócio Empresa Digital VulcaNet